Meme: 5 Programas que marcaram minha vida

27 de ago de 2014


Ignorem minha montagem tosca, mas o que vale é a intenção, não é? Não?? ¬¬
Ok, brincadeiras à parte, um dos temas desse mês do Rotaroots era pra indicarmos 5 programas que marcaram as nossas vidas. Confesso que em um primeiro momento, achei super difícil, não vinha nenhum programa em especial na minha cabeça, por isso a demora pra fazer o post. Mas depois, quando eu parei pra pensar, vieram tantos na minha cabeça que tive que cortar vários da minha lista pra não sai colocando a programação dos canais de TV, haha.
Vamos lá, então? ^_^

◇ Chiquititas - a versão original, não é gente? A primeira novela que eu assisti, a primeira revista que eu comprei tinha o grupo na capa. Sabia todas as coreografias e as musicas até hoje assombram minha mente, hahaha.

◇ Chaves - vou fazer 100 anos (Amém) rindo dos mesmos episódios, das mesmas piadas do Chaves.

◇ Disney Club - quem não parava o que estivesse fazendo pra acompanhar as aventuras e os desenhos da TV Cruj - Comitê Revolucionário Ultra Jovem?? 

◇ Desenhos em geral - eu sempre fui super fã de desenhos animados. Chegava perto da TV e já pegava o controle pra mudar pro Cartoon Network, Nickelodeon e adjacentes. Mas sempre têm aqueles que mais marcam a nossa vida e comigo não foi diferente. O primeiro deles é de um canal que nem existe mais e provavelmente eu era a única no mundo que assistia - Angela Anaconda. Era muito bom, gente!! Haha. Coragem, o Cão Covarde (sempre quando escuto o nome "Muriel" ele vem no tom que o Coragem chamava a dona dele, kkkkkkkkk) e A Vaca e O Frango também eram meus favoritos. Sim, eu adoro desenho estranho e tosco.

◇ Friends - fui totalmente influenciada pelas minhas irmãs nesse ponto. Até hoje, quando não temos nada pra assistir, é sempre unânime "coloca Friends!!". Além disso, várias situações pelas quais os personagens passaram são bastante similares às nossas (aquela história de "a vida imita a arte") e no final caímos na risada quando lembramos das cenas do seriado.

◇ Programas de arquitetura (é o sexto, vai como bônus) - acho que poucas pessoas lembram, mas existia um canal chamado People and Arts que era como o atual Discovery Home and Health, cheio desses reality shows que a gente tanto gosta, haha. Mas dois pra mim eram mais especiais. Um deles era chamado Enquanto Você Não Vem, onde um cômodo era reformado enquanto a pessoa homenageada estava fora :D. O outro era Minha Casa Sua Casa, um seriado britânico onde vizinhos trocavam e reformavam a casa do outro. Esse era bem... trash. Adorava quando eles voltavam pras suas respectivas casas e odiavam a reforma e xingavam muito, ahahah.  

Bom, então é isso!!! Quais são os programas que marcaram a vida de vocês? Será que temos algum em comum? ^_^

Esse post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Iphoneography - 7

17 de ago de 2014







E mais um post do projeto iphoneography está no ar!! Saí resgatando algumas fotos que eu tirei ao longo do mês e foi até legal dar uma relembrar por onde passei :)
01. Estou louca atrás de suculentas, mas no supermercado uma pequenininha custa simplesmente R$25!!! Sim, vinte e cinco reais!! No outro dia encontrei esse vaso lotado delas na casa de uma amiga :)
02. Ontem minha mãe trouxe esses brigadeiros de crème brûlée pra gente!! Yummy!!
03. Tulipas que minha irmã ganhou no aniversário.
04. Fomos a uma festa junina (ou julina como dizem aqui em Brasília) e a decoração estava linda!! Me arrependi por não ter levado minha câmera, mas tirei algumas com meu celular.
05. O cantinho do meu cantinho favorito ^_^.
06. Já era a uma semana de inverno que tivemos aqui em Brasília. O sol já voltou com força total e trouxe o calor com ele :(

E esse foi mais um post aqui no blog. Hahaha. Ficou engraçada essa frase... Hora de visitar o blog das outras meninas no projeto ;)

Crosley Turntable

10 de ago de 2014





Lembro até hoje, quando eu era pequena, meu pai chegando com uns discos prateados, pequenos, com um lado só (como assim não tinha lado B??) e não precisava rebobinar (aff, esse verbo ainda existe??) como as fitas K7. Eram os famosos CDs. Desde então, os pobres vinis ficaram em segundo, terceiro plano, até quando nos mudamos pra Brasília e eles foram parar Deus sabe onde. Mas o mundo dá voltas e sorte daqueles que são acumuladores guardam suas coisas, muitos desses vinis estão valendo hoje uma pequena fortuna e voltaram com tudo!!
Seguindo essa onda, minha irmã deu a ideia de comprarmos vinis para enfeitar o quarto (sério, eu saio de casa e não termino de arrumar meu cantinho, hahaha). Mas quando nos deparamos com essa releitura linda da vitrola que a Crosley fez, mudamos completamente os planos e decidimos que compraríamos vinis pra apreciarmos a música e não pra pendurar na parede.




Minha irmã comprou na Urban Outfitters por uns $100, mas aqui no Brasil vende no Walmart por R$599. As únicas desvantagens de comprar fora são: 1) ter que trazer na mala de mão, já que ela é bem frágil pra ser despachada, mesmo junto com outras coisas; 2) pra quem mora em cidade 220V (como aqui em Brasília), nos EUA e Canadá é tudo 110V/120V, por isso você vai ter que gastar mais um pouquinho com um transformador. O da gente é super pequeno, do tamanho da própria fonte.
A nossa escolhida foi a versão rosa (não encontrei lá no site :/), porque era a mais em conta hahaha. Mas as opções são quase infinitas: essa semana eles lançaram modelos que não têm essa parte de dentro branca, é toda colorida, outra to-da florida e essa que tem um mapa!!! :O As duas últimas são mais caras, mas têm entrada pra pendrive, o que eu, sinceramente, não vejo vantagem. Em todas, desde a mais simples, têm saída pra caixa de som.
Meu veredito: vale a pena comprar?? Sim, com certeza!! Compra logo!! Hahaha. O único problema vai ser o preço dos vinis que hoje em dia estão os olhos da cara!! *_* Por isso temos apenas três: dois da Lana del Rey e um dos Beatles (Abbey Road). Quem quiser me dar um de presente, eu agradeço :D.





E pra finalizar, fiz um pequeno vídeo mostrando um pouco mais da vitrolinha. No final, coloquei uma gravação com o som original pra vocês verem como a qualidade é impressionante!! Bom, não é o suficiente pra uma festa de mais de 15 pessoas, mas com uma caixa de som tudo fica certo ;)

Crosley Turntable from Andrea Mendes on Vimeo.

6 on 6 - Quotes

6 de ago de 2014








Último domingo fiz um daqueles passeios clássicos daqui de Brasília, pela Esplanada. Já tinha decidido que iria colocar aquelas fotos aqui no 6 on 6 (estou totalmente sem tempo pra tirar foto na semana :/). Mas foi quando, na Segunda, a Emi sugeriu que poderíamos fazer uma pequena homenagem pra aniversariante do dia, que aposto como todos já sabem, a fofa da Melina!!
Pensei em colocar uma mensagem na foto dela, quando me deu aquele estalo: que tal colocar mensagem em todas as fotos?? Tenho um painel no Pinterest (estou viciada!! quem quiser me segue lá - andreadrops) chamado "Speaking Words of Wisdom" onde eu arquivo todo tipo de mensagem: desde as mais humoradas até aquelas que nos dão uma forcinha pra seguir em frente.
E o resultado foi esse que vocês estão vendo :). Como as fotos são autoexplicativas, não precisa de legenda, não é?? :)

E agora é hora de visitar o blog das outras meninas, inclusive da aniversariante!! Parabéns, Melina!! Muitas felicidades pra você, sucesso, felicidades, saúde e paz, sempre ;)


Photo Tech - Low-priced helpers

3 de ago de 2014



Como vocês já devem ter percebido pelo título, vou começar uma nova seção aqui no blog que trará basicamente técnicas de fotografia. Não se preocupem que não vai ser daquelas que eu vou abandonar uma semana depois ^_^ já que, por incrível que pareça, estou super ansiosa pra escrever posts desse estilo e já tenho uma lista de temas seguintes.
Pra esse primeiro post, falarei um pouco de alguns, como o nome já entrega, "ajudantes" que são de baixo custo e fazem toda diferença na foto final. Lembrando que são apenas um detalhe, você pode se virar sem eles.


O primeiro e pra mim o mais importante: um controle remoto. Sério, eu me pergunto até hoje como as pessoas conseguem tirar autorretratos, ou selfies, com uma câmera DSLR sem um desses. Esse meu é um dos modelos mais simples, super barato. Encomendei o meu pela BH Photo Video de NY e custou uns $20, e já vi pra vender tanto no ebay como no Amazon.
O funcionamento dele é bem simples. Pra fotos, quando você coloca na bolinha a câmera dispara no momento que encontrar o foco, quando está no 2, a câmera encontra o foco e dispara 2 segundos depois. No modo vídeo, a bolinha foca e tira uma foto e o 2 inicia e termina a filmagem. Simples assim.


O segundo equipamento que ajuda é muito: tripé. Imagine colocar sua câmera de sei-lá-quantos reais em uma pilha de livros, caixas e no minuto seguinte tudo despenca? Confesso que já fiz MUITO isso, até mesmo após comprar um tripé. Haja paciência pra abrir, encaixar a câmera, quando você só quer tirar uma foto despretensiosa. Mas o tripé é nosso melhor amigo, não só pra tirar uma selfie, como também para fotos noturnas, longas exposições e até mesmo quando não tem ninguém pra tirar uma foto em grupo. O meu não foi lá dos mais baratos, custou R$150 na Fnac, mas você encontra outros mais baratos e mais baixos (o meu é beeeem alto, o que depois eu vi não ter necessidade nenhuma...).


O terceiro é algo que muita gente dispensa, até mesmo fotógrafos profissionais, mas eu adoro o meu: um rebatedor/refletor. Comprei esse meu no Amazon e custou menos de $20. Mais uma vez comprei maior do que o necessário, mas dessa vez eu confundi mesmo ao adicionar no carrinho - queria o de 80cm e comprei o de 110cm. Bleh!! Lá estava tudo em polegadas, me perdi :P
Esse modelo do meu é chamado 5 em 1, porque pode ser usado de 5 formas diferentes (jura??? O.o). Ele pode ser usado pra rebater a luz dos lados branco, dourado e prata; o preto pra criar uma sombra, como também pode ser usado como difusor. Esse com certeza é bem útil, principalmente quando fotografamos ao meio-dia, naquele sol que deixa o rosto cheio de sombras. Abaixo tem um exemplo desse último:


À esquerda a foto sem o difuso e à direita a foto com o difusor. Acredito que ambas têm sua beleza, mas se você quiser uma luz mais homogênea, esse é um jeito rápido e barato de conseguir :).


Por último, mas não menos importante: uma lente 50mm f/1.8. Tanto a Canon como a Nikon fabricam essa lente e vendem por um preço bem similar. Há algum tempo, minha 50mm f/1.4 vem dando problemas e nas idas e vindas ao técnico, usei muito a f/1.8 da minha irmã e os resultados são impressionantes. Lógico que algumas vezes tenho problema com o foco um pouco demorado, mas nada que não justifique o preço pago por ela. Com algum tempo, já estou até pegando o jeito e estamos nos entendendo.
A abertura máxima de f/1.8 permite a entrada de muita luz, o que ocasiona em fotos mais claras e uma pequena profundidade de campo, ou seja, aquele fundo super desfocado que a gente tanto gosta.

Bom gente, então é isso!! Espero que tenham gostado desse tipo de post :)
Qualquer dúvida, sugestão, podem usar os comentários ou meu ask.fm ^_^